Há duas formas de empoderamento: ou você nasce empoderada ou se transforma em busca dessa plenitude. Tive a sorte de vir de uma família de mulheres empoderadas e que me situaram desde cedo pela trilha do autodesenvolvimento e da expansão das nossas potencialidades.

A comunicação se impôs como destino profissional. Mesmo antes de me formar em jornalismo, já trabalhava nas redações e estúdios de televisão, de rádio e de jornal impresso. A mulher como centro do meu olhar, na necessidade de identificar a história e ampliar ideias sobre o despertar através da vagina, da respiração, da consciência corporal, do profundo respeito por si mesma.

Por onde quer que você navegue, você vai estar em algum ponto que pode ser o gatilho da sua transformação. Minha longa experiência divido com você. No especial da revista Top Secret trago boa parte da minha intimidade. A partir de agora dividimos nossos segredos.